quinta-feira, 28 de agosto de 2014

A COSMOVISÃO E O PENSAMENTO CRISTÃO


Vivemos em uma sociedade em que a pluralidade de ideias têem permeado a vida das pessoas, fazendo com que cada pessoa procure defender a sua ideia com firmeza e reflexão, daí surge a cosmovisão. 

Todo ser humano possui uma cosmovisão, talvez você já tenha lido esta palavra em algum livro ou mesmo ouvido em alguma palestra ou estudo algo sobre o assunto, mas não tem a menor idéia do significado deste termo. Mas saiba que mesmo assim, mesmo sem saber o que é isso, você possui uma cosmovisão, pois aquilo que cada pessoa é, o que defende, o que vive, é o resultado da cosmovisão que permeia sua vida, como já dizia um certo filosofo o homem é fruto do meio.

Em nosso caso específico, vivemos de acordo com a Cosmovisão Cristã (um desdobramento da Cosmovisão Teísta),onde é sistematizado a defesa de fé de modo claro, conciso e reflexivo, pois Judas o meio irmão de Jesus, nos convida em sua carta a batalharmos pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos. (Jd v.3). Como a humanidade é diversificada ao extremo, nos mais distintos aspectos, existe uma gama muito variada de cosmovisões, muitas delas incompatíveis com o pensamento e com o estilo de vida do cristão.

Para todo e qualquer cristão ser mais eficiente no cumprir da Grande Comissão (Mt 28.19-20), é importante conhecer as premissas que caracterizam e diferenciam as variadas cosmovisões existentes. Para aquele que enxerga na apologética uma ferramenta útil para a propagação do Evangelho, o discernimento das cosmovisões é essencial.

Empresto as palavras de um grande teólogo e apologista quanto à definição do termo cosmovisão:

“Modo pelo qual a pessoa vê ou interpreta a realidade. A palavra alemã é weltanschau-ung, que significa um ‘mundo e uma visão da vida’, ou ‘um paradigma’. É a estrutura por meio da qual a pessoa entende os dados da vida. Uma cosmovisão influencia muito a maneira em que a pessoa vê Deus, origens, mal, natureza humana, valores e destino.”

Na medida que nos aprofundarmos no tema supracitado, vamos compreender duas coisas básicas:

1) Cosmovisões distintas existem, mas não é possível concordar coerentemente com as premissas centrais de duas ou mais cosmovisões;

2) Cosmovisão é como óculos, para que a realidade faça sentido é preciso visualiza-la de acordo com uma cosmovisão coerente e verdadeira, ou seja, com as “lentes corretas”.

Pr. Orlando Martins
20/08/2014

BÍBLIOGRAFIA

- CHAFER, Lewis Sperry. Teologia Sistemática, vols. 3 e 4, Hagnos, São Paulo, 2003.
- SOARES, Esequias. Heresias e Modismos. CPAD, Rio de Janeiro, 2006.
- SOARES, Esequias. Manual de Apologética. CPAD, Rio de Janeiro, 2004.
- ROMEIRO,Paulo e RINALDI, Desmascarando as seitas. CPAD, Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

UM PENSAR SOBRE A VOLTA DE JESUS!

Vivemos os últimos tempos e cada vez mais os sinais do arrebatamento são claros, fazendo com que cada cristão reflita o seu papel na soci...