segunda-feira, 26 de outubro de 2015

USOS E COSTUMES: O LEGALISMO E A FÉ CRISTÃ!



O tema, usos e costumes, sempre foi motivo de discussão em muitas denominações evangélicas, acredito piamente, que a guarda de bons costumes é importante, no entanto, devemos sempre lembrar, que costume não gera doutrina, mas, doutrina, gera bons costumes. Entretanto, alguns por um zelo sincero, já, outros por falta de conhecimento teológico, acabam por pregar mais costumes humanos, do que doutrinas bíblicas, o que gera em muitos cristãos, um interesse maior nos costumes e nos dogmas eclesiásticos, do que propriamente nos ensinos bíblicos. Portanto, muitos lideres, acabam por perpetuar, a propagação de suas ideias dogmáticas, e assim vão criando barreiras e defendendo bandeiras próprias onde tudo o que é do contra é considerado como errado. De modo contrário, Jesus tinha uma facilidade em tornar o sagrado em comum e o comum em sagrado, como na parábola do Samaritano (Lc 10: 25-37).


 Paradoxalmente algumas denominações evangélicas, pregam uma mensagem tão dissociada da liberdade, que acabam se tornando igrejas legalistas.
Um pastor e pensador pentecostal, relata em um de seus livros uma experiência que ocorreu em uma igreja de uma certa denominação evangélica na cidade de São Paulo: “O Obreiro fez uma pergunta a uma senhora assentada num dos últimos bancos do recinto, a qual usava um par de brincos. A senhora aí, já é crente? Ela balançou a cabeça positivamente e respondeu: Graças a Deus. Inconformado, o pastor voltou-se aos componentes do coral à sua direita e perguntou-lhes: irmãos, crente usa brinco? Nãããõ! Responderam. Em seguida, dirigiu-se à mocidade: Jovens,crente usa brinco? Nããão! Olhando novamente para aquela irmã, bastante envergonhada e constrangida, o pastor disse aos diáconos: Tragam essa senhora aqui, pois ela precisa entregar a sua vida a Jesus! Os diáconos, também constrangidos, cumpriram a ordem do obreiro local:pegaram a senhora pelo braço e a conduziram a frente do púlpito....” Esse triste episódio relata o quanto algumas denominações compreendem de forma errônea o processo de santificação que ocorre de dentro para fora e não de fora para dentro! Em Jesus somos livres de todo o julgo e assim devemos procurar ultrapassar a barreira das diferenças e proclamar a Cristo através de nossas ações de Serviço que irão apresentar o Senhor como solução para a sociedade dos dias atuais, pois viver no Espírito no meio de uma sociedade injusta é ter uma vida de vitória.

Referências

- GONDIM, Ricardo. O que a Bíblia permite e a Igreja proibe. Editora Mundo Cristão, São Paulo - SP. 2004.

Pr. Orlando Martins
escritor, professor e jornalista

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

EXISTE TRANSFERÊNCIA DE UNÇÃO?

"Por isso, pela graça que me foi dada digo a todos vocês: Ninguém tenha de si mesmo um conceito mais elevado do que deve ter; mas, ao contrário, tenha um conceito equilibrado, de acordo com a medida da fé que Deus lhe concedeu." Rm 12:3

Em cada época há uma nova “moda”, tanto nos usos e costumes como nas realidades espirituais. Atualmente entre as promoções mais famigeradas da época em que vivemos, uma das mais propaladas e praticadas é a da transferência de unção, que não possui nenhuma base bíblica, sendo mais um dos muitos modismos neopentecostais, haja vista ser a unção intransferível e pessoal.

 De que parte do Novo Testamento foi extraído este ensinamento? Quando foi que o Apóstolo Paulo ensinou que a unção e os dons espirituais podem ser transferidos? Ou ainda, em que momento Jesus orientou os seus discípulos a transferirem dons e unção?

Assim como cada membro do corpo teve a sua experiência pessoal com o SENHOR, assim também a unção é pessoal e intransferível!

Pr.Orlando Martins
escritor

domingo, 11 de outubro de 2015

OS MINISTROS DE LOUVOR, DEVEM SER CHAMADOS DE LEVITAS?



Os ministros de louvor, devem ser chamados de levitas? Existem levitas hoje? Alguns afirmam que sim, já outros discordam, no entanto, eu gostaria de começar este texto, com as seguintes perguntas: Os ministros de louvor são judeus? Algum deles, descende da tribo de Levi? É claro que não!

Se, os ministros de louvor forem levitas, os diaconos também são, e os ensinadores e porteiros também, até porque, existiam, muitas funções para o levita, sendo que estas funções, não se resumiam apenas aos cânticos! Entretanto, não somos mais levitas, até porque, não somos judeus e levita, é alguém que pertence a tribo de Levi, umas das 12 tribos de Israel.

Portanto, este, é mais um dos modismos, que infelizmente, reflete a falta de conhecimento da palavra de muitos obreiros, pastores e músicos, sendo que alguns destes, pensam ser levitas, mas, na verdade, são, é ministros de louvor!








REFERÊCIAS


Em: <http://www.estudosgospel.com.br/estudo-biblico-louvor-e-adoracao/so-os-musicos-sao-levitas.html. Acesso em: 05 de outubro de 2015.

MARTINS, Orlando. Guia dos curiosos da bíblia. Edição particular, Florianópolis, 2015.


 

terça-feira, 6 de outubro de 2015

MAIS DO MESMO! O MUNDO IRÁ ACABAR EM 7 DE OUTUBRO? A NOVA HERESIA DO MOMENTO!


 
"Não vos compete conhecer tempos ou épocas que o Pai reservou para sua exclusiva autoridade." - At 1:7

 Novamente, alguém rouba a cena e marca a data do fim do mundo, que de acordo com um pastor americano, irá acontecer nesta quarta feira! Mais do mesmo, pois na verdade, este líder religioso, está reproduzindo o discurso fatalista, daqueles que acreditavam que o mundo não ia passar do ano 2000, que em 2012, tudo iria acabar, ou, que o eclipse lunar que acontece a cada 18 anos, e é conhecido popularmente como "lua de sangue", éra o sinal da volta de Jesus. Fico imaginando, o quão distante algumas pessoas se encontram dos ensinamentos simples do evangelho! Nos últimos meses, temos observado alguns pastores ensinarem de modo sensacionalista sobre os sinais da volta de Jesus, e desta feita, acabam espiritualizando todo e qualquer fato, no entanto devemos ter cuidado com o fatalismo e com as escatomanias! Na Bíblia, não se permite falar em datas ou tempos, pois todos sabemos, que em nenhum momento, foi ensinado acerca deste tema, pelo contrário, a palavra nos adverti sobre este tipo de especulação, entretanto, uma quantidade exacerbada de artigos, tem tratado deste tema, de modo radical e até mesmo sensacionalista, chegando inclusive, um grupo de pastores, a marcar a data aproximada do arrebatamento, o que é bastante conflitivo com os ensinamentos bíblicos, até porque não existe base teológica e nem doutrinal, para tamanha especulação! Creio, piamente nas profecias bíblicas e concordo com a importância do ensino bíblico sobre escatologia, no entanto, acho temerário e precipitado, falar sobre datas!

"Acerca da volta de Jesus, não devemos estar preocupados, mas preparados!"

Pr.Orlando Martins
 escritor

UM PENSAR SOBRE A VOLTA DE JESUS!

Vivemos os últimos tempos e cada vez mais os sinais do arrebatamento são claros, fazendo com que cada cristão reflita o seu papel na soci...