terça-feira, 25 de junho de 2013

SÉRIE VERDADES DA PALAVRA - A DOUTRINA DO ESPÍRITO SANTO!


Se o Espírito Santo existe como ser divino, Ele não é uma parte deste, mas é o próprio Deus Espírito . Ele tem existência própria, mas isto não significa que esteja separado da divindade. As pessoas da Trindade são distintas em suas manifestações, mas pertence a mesma essência indivisivel e eterna. O Espírito Santo não se originou em nada e em ninguém, pois tem origem em si mesmo. Ele é a expressão da unicidade de Deus. Ele é eterno, assim como o pai e o filho, não tem inicio e não terá fim. Para o cristão a verdadeira vida começa no Espírito no momento que este nasce de novo e o novo nascimento é um nascimento do Espírito, até porque ele é o Espírito da vida e é ele quem dá vida às nossas almas mortas. (Jo 3:3-8). O Espírito Santo é a terceira pessoa da trindade, o parakleto da Igreja, aquele que nos guia a toda a verdade. A sua essência é de santidade e assim como ele é santo, ele opera em cada cristão o glorioso processo da santificação, sendo esta a sua missão primordial.

Pr. Orlando Martins

quarta-feira, 19 de junho de 2013

CRENTES POSSESSOS? A NOVA HERESIA!


Tem se tornado comum em alguns segmentos neopentecostais, a realização de cultos com o intuito de quebrar a maldição ou expulsar demônios de crentes, contudo esta prática é no minimo questionável a luz das santas escrituras. Em seu ministério terreno, Jesus nunca expulsou demônio de seus seguidores ou dos seus discípulos, mas sim dos incrédulos, contudo hoje muitos cristãos creem que muito dos seus infortunios na vida se deve ao fato de não terem sido libertos e assim vivem uma espécie de pânico de tudo e de todos, se isolam, entram em depressão e acabam por desenvolver uma série de lutas internas e é neste momento que o adversário de nossas almas se aproveita para lançar duvidas na mente destes irmãos acerca de sua conversão. Bíblicamente falando o cristão "genuino" pode passar pelo processo de opressão mas nunca o de possessão. Meu amado irmão, se você confessou a Cristo como seu SENHOR e SALVADOR e teve os seus pecados perdoados, naquele momento você foi liberto: "Todo aquele que é nascido de Deus, não vive em pecado, antes de Deus é gerado e o maligno não lhe toca". Contudo alguns parecem porque não compreenderam os fundamentos da fé e se esquecem que só se vence as obras da carne mediante o Fruto do Espírito que são expressões do caráter de Cristo em nossas vidas . Diante desta falta de entendimento, vivem aflitos, com medo, curtindo o passado e se esquecendo que em Cristo somos novas criaturas. Contudo amado irmão se você se encontra nesta situação, preste bem atenção neste texto, pois Ninguém pode amaldiçoar aquilo que Deus abençoou e você no momento que se converteu se tornou uma nova criatura. Para que possamos compreender bem esta realidade, vamos avaliar uma famosa história bíblica: Quando Balaque, rei de Moabe estava em guerra com Israel, ele contratou o vidente Balaão para amaldiçoar ao povo hebreu. No entanto esse nas suas idas e vindas com Deus, tentou amaldiçoar Israel, mas todas às vezes Deus não o permitiu: “Pois contra Jacó não vale encantamento, nem adivinhação contra Israel…” - Números 23:23. Sendo que ninguém pode amaldiçoar aquilo que Deus santificou. Quando uma pessoa aceita a Jesus e tem os seus pecados perdoados, não importa o seu passado e sim que a partir daquele momento ele é marcado pela proteção divina, e nenhuma maldição do passado, ou hereditária tem poder sobre a sua vida, pois ele se tornou filho de Deus, e qual o pai que não vai proteger os seus filhos? : “ pode uma mulher esquecer-se de seu filho de peito, de maneira que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse, eu, todavia, não me esquecerei de ti” – Is 49:15. Quem esta em Cristo esta protegido pelo sangue de Jesus. "Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus seu Filho nos purifica de todo pecado". - 1 João 1:7. Cristo riscou a cédula que era contra nós, cravando-a na cruz (Cl 2:14) e que nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus (Rm 8:1). Não olhe para o seu passado, pois quem esta em Cristo nova criatura é, as coisas velhas já se passaram e eis que tudo se fez novo (II Co 5:17). Em Cristo, somos livres de toda a condenação de nosso passado, sendo que a responsabilidade da salvação é individual, devendo cada cristão buscar desenvolver o fruto do Espírito que são expressões do caráter de Cristo em nossas vidas.
 
Pr. Orlando Martins
Vice - presidente da AD Bom Retiro em Florianópolis
Palestrante e jornalista

terça-feira, 18 de junho de 2013

TEOLOGIA DO OBREIRO - COMO SER UM DIACONO APROVADO?


                   O título de diácono refere-se ao ofício do serviço voluntário que envolve áreas como a visitação domiciliar e tarefas voltadas para o serviço como assistente dos ministros e é uma herança do judaísmo, pois toda a sinagoga contava com três diáconos, que em hebraico significa parnasim. Este ofício foi citado primeiramente para que estes servisse...m à mesa e distribuíssem a alimentação entre as viúvas dos helenistas (At 6:1), visto que estes reclamavam por entender que havia uma espécie de desprezo às suas viúvas. O problema não era o desprezo, mas sim uma barreira cultural e idiomática. Para suprir uma situação específica, os apóstolos constituíram sete homens que falavam grego para que pudessem servir às mesas, pois os apóstolos precisavam se concentrar na pregação e no ensino da Palavra. (At 6:2).
                 O Serviço Cristão é o caminho para a verdadeira espiritualidade, pois nele encontramos o caminho da maturidade espiritual que não deve ser encarado como um fim em si mesmo. Afinal crescemos para nos doar em prol dos outros e com isto experimentar o caminho da humildade: Servir.
Entre os sete diáconos encontramos Felipe que primeiramente fora escolhido para este importante serviço. Todavia Felipe recebeu o dom ministerial de evangelista e assim tornou-se um grande pregador da palavra (At 8: 1-25). Entretanto antes de ser um pregador, Felipe era um servo aprovado, pois compreendeu que todo o obreiro deve aprender a servir tanto as viúvas como no ministério da pregação.

                Infelizmente muitos não compreendem esta premissa e querem pregar sem antes se preparar, diferentemente de Jesus que se preparou começando o seu ministério com trinta anos ou o apóstolo Paulo que antes de iniciar o seu ministério esteve três anos no deserto da Arábia aprendendo aos pés do Senhor. Para o bom desempenho da diaconia urge analisarmos os três principais requisitos para o desempenho deste serviço local, que se encontra no livro de Atos dos Apóstolos capítulo seis, versículo três, que nos ensina que o diacono precisa ser de boa reputação, cheio do Espírito Santo e de sabedoria!

Pr. Orlando Martins
Vice - presidente da AD Bom Retiro em Florianópolis
Palestrante e professor de Teologia

domingo, 9 de junho de 2013

O ENCONTRO COM A ESPERANÇA!


 O Apóstolo Paulo foi um grande exemplo de homem preparado, versado e culto, falava e escrevia fluentemente 8 idiomas, tendo sido considerado um dos maiores mestres do judaismo do seu tempo. Ensinado aos pés do grande Gamaliel, Paulo foi o melhor aluno das 48 sinagogas judaicas de Jerusalém, sendo ele considerado fariseu dos fariseu, e destacava-se muito como lider, até porque fazia parte do Sinédrio, até porque éra um homem a frente do seu tempo. Entretanto, após tantas idas e vindas com a religião de seu tempo, Paulo teve um encontro que mudou radicalmente a sua vida e maneira de ver o mundo, ele conheceu aquele em que todos os tesouros da sabedoria e do entendimento estão escondidos e neste exato momento, ele teve uma experiência não com a religião, mas com Jesus, a verdadeira luz. Esta experiência o levou a desconstruir muitos conceitos, quebrar paradigmas e acima de tudo aprender, desaprender e reaprender tudo novamente na escola da provação. Este encontro poderoso que Paulo o ápostolo dos gentios teve com Cristo, revela-nos claramente que todo o homem deve buscar diriamente uma experiência profunda com Deus e que isto servirá de base para toda a sua vida! Lembre-se que não existe nada mais poderoso do que a presença de Deus e que esta presença nos conduz ao verdadeiro descanso e ao equilibrio em todas as areas: "Aquietai-vos e sabeis que eu sou Deus" - Sl 46:10. Até porque: "Sem mim nada podeis fazer" - Jo 15:5. Que esta mesma experiência que trouxe direção a vida de Paulo e o tornou um grande apóstolo , possa trazer lucidez e paz a todos aqueles que necessitam de direção, pois o Nosso Senhor Jesus está de braços abertos, aguardando a todos : "Vinde a mim todos vós que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei" - Mt 11:28.
 
Pr. Orlando Martins
Vice - presidente da AD Bom Retiro em Florianópolis
Jornalista e Professor de Teologia

terça-feira, 4 de junho de 2013

PORQUE NÃO GUARDAMOS O SÁBADO?


Muitos cristãos quando são confrontados pelos sabatistas não sabem responder o porque não guardamos o sábado como preceito de salvação e acabam ficando constrangidos por não terem uma resposta para debater sobre a guarda do sábado nos dias de hoje, sendo que a Bíblia é muito clara que a guarda do sábado como mandamento pertencia ao antigo concerto e não ao novo. Infelizmente muitos por falta de conhecimento acabam sendo influenciado pelos sabatistas e por fim largam suas denominações seja ela tradicional, pentecostal ou neopentecostal e vão se membrar em uma Igreja sabatista. Querido irmão, quando lemos a Bíblia com cuidado, logo acabamos por interpreta-la com equidade e seriedade e assim não somos influenciados por nenhum ensinamento estranho a fé cristã, até porque estamos no novo concerto, na nova aliança e nossa salvação não se encontra condicionada com a guarda de um dia, mas com a santidade sem a qual ninguém verá a Deus!

Pr. Orlando Martins
Vice - presidente da AD Bom Retiro em Florianópolis
Jornalista e Professor de Teologia
Contatos para palestras, pregações  e estudos (48)41051665


 

A GUARDA DO SÁBADO É PARA OS DIAS DE HOJE?

          
               Para que possamos compreender bem o porque não guardamos o sábado, vamos tentar entender como vivia um judeu naquele tempo em todos habitantes da Judéia guardavam não apenas o sábado, mas também se cincuncidavam, liam a Tanach (Bíblia hebraica), guardavam as festas judaicas e não comiam certos de tipos de alimentos, como qualquer habitante comum que res...peitava as leis exclusivas daquele tempo para o povo judeu . Jesus respeitava muito os costumes locais, a ponto de ter sido circuncidado por seus pais ao oitavo dia! Entretanto por que os guardadores do sábado atualmente não fazem o mesmo e não se circuncidam? Já que querem viver na Lei, estes devem se lembrar que guardar a lei não é apenas observar os dez mandamentos. Estes são apenas um resumo da lei mosaica. Veja o que o apóstolo Tiago disse: “qualquer que guardar toda a lei e tropeçar em um só ponto tornou-se culpado de todos” (2.10). Ou você querido sabatista guarda toda a lei, ou você esta tropeçando! A posição de Cristo Jesus sobre o sábado é clara. Leia Mateus 12.1-14. Ele nunca ensinou os seus discípulos a guardarem o sétimo dia, nunca foi um costume do mestre ou dos seus apóstolos. Por que Ele não fez isso, já que tal mandamento é tão importante? Ora se fosse tão relevante o próprio Cristo teria destacado este mandamento você não acha! Ao ser questionado pelos religiosos, Ele não fez a mínima questão de salientar que o tal mandamento é atemporal e aplicável à sua Igreja. Ele preferiu responder como outra pergunta: “É lícito no sábado fazer bem ou fazer mal? Salvar a vida ou matar? E eles [os fariseus] calaram-se” (Mc 3.4).

Convém salientar que a lei e os profetas duraram até João Batista (Lc 16.16). O aludido profeta viveu no período neotestamentário, mas o seu ministério obedeceu aos parâmetros vigentes no Antigo Testamento, até porque haja vista João Batista foi considerado o ultimo profeta ao estilo do AT. Com a manifestação do Verbo de Deus, além do ministério profético veterotestamentário, a lei mosaica deixou de vigorar. Ele inaugurou um novo tempo a dispensação da graça ou do Espírito! A graça e a verdade vieram por Jesus Cristo (Jo 1.17; Rm 10.4). Meditemos em Gálatas e tenhamos cuidado com o “outro evangelho” (1.6-12).Querido irmão, quando lemos a Bíblia com cuidado, logo acabamos por interpreta-la com equidade e seriedade e assim não somos influenciados por nenhum ensinamento estranho a fé cristã, até porque estamos no novo concerto, na nova aliança e nossa salvação não se encontra condicionada com a guarda de um dia, mas com a santidade sem a qual ninguém verá a Deus!


Pr. Orlando Martins
Vice-presidente da AD Bom Retiro em Florianópolis
Jornalista e Professor de Teologia

UM PENSAR SOBRE A VOLTA DE JESUS!

Vivemos os últimos tempos e cada vez mais os sinais do arrebatamento são claros, fazendo com que cada cristão reflita o seu papel na soci...