domingo, 8 de janeiro de 2017

OS CRISTÃOS DEVEM GUARDAR O SÁBADO?

Orlando Martins

Para que possamos entender o porquê não guardamos o sábado, vamos primeiramente compreender como vivia um judeu naquele tempo em que todos habitantes da Judéia guardavam não apenas o sábado, mas também se circuncidavam, liam a Tanach (Bíblia hebraica), guardavam as festas judaicas e não comiam certos de tipos de alimentos, como qualquer habitante comum que respeitava as leis exclusivas daquele tempo para o povo judeu, como Jesus que respeitava muito os costumes locais, a ponto de ter sido circuncidado por seus pais ao oitavo dia! Entretanto porque os guardadores do sábado atualmente não fazem o mesmo e não se circuncidam? Já que querem viver na Lei, estes devem se lembrar que guardar a lei não é apenas observar os dez mandamentos e que estes são apenas um resumo da lei mosaica. Veja o que Tiago disse: “qualquer que guardar toda a lei e tropeçar em um só ponto tornou-se culpado de todos” (2.10). Caro sabatista, ou você guarda toda a lei, ou você está tropeçando! A posição de Cristo Jesus sobre o sábado é clara, leia Mateus 12.1-14, ele nunca ensinou os seus discípulos a guardarem o sétimo dia, nunca foi um costume do mestre ou dos seus apóstolos. Por que Ele não fez isso, já que tal mandamento é tão importante? Ora, se fosse tão relevante o próprio Cristo teria destacado este mandamento você não acha! Ao ser questionado pelos religiosos, ele não fez a mínima questão de salientar que o tal mandamento é atemporal e aplicável à sua Igreja, ele preferiu responder como outra pergunta: “É lícito no sábado fazer bem ou fazer mal? Salvar a vida ou matar? E eles [os fariseus] calaram-se” (Mc 3.4).



Portanto, convém ressaltar que a lei e os profetas duraram até João Batista (Lc 16.16) e que o aludido profeta viveu no período neotestamentário, mas o seu ministério obedeceu aos parâmetros vigentes no Antigo Testamento, até porque João Batista foi considerado o ultimo profeta que seguia os parâmetros veterotestamentários. Com a manifestação de Jesus, o Verbo de Deus, além do ministério profético veterotestamentário, a lei mosaica deixou de vigorar, Cristo inaugurou um novo tempo o período da graça ou do Espírito, sendo que a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo (Jo 1.17; Rm 10.4). Meditemos em Gálatas e tenhamos cuidado com o “outro evangelho” (1.6-12).Caro leitor, quando lemos a Bíblia com cuidado, logo acabamos por interpreta-la com equidade e seriedade e assim não somos influenciados por nenhum ensinamento estranho a fé cristã, até porque, estamos no novo concerto, na nova aliança e nossa salvação não se encontra condicionada com a guarda de um dia, mas com a santidade sem a qual ninguém verá a Deus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário