terça-feira, 13 de junho de 2017

A AÇÃO DA IGREJA NO MUNDO PÓS-MODERNO.

Por Orlando Martins

Atualmente, vivemos em uma sociedade onde tudo é relativo e nada é absoluto, onde o certo para um, pode ser errado para o outro; sendo que o mundo se encontra imbuído dentro de uma cosmovisão capitalista e totalitária; havendo assim uma tendência natural ao descartável, de modo que nos dias atuais, não se dá mais lugar ao perene, mas ao existencialismo que como cultura do momento torna o homem avesso ao normativo. De modo que as tendências pós-modernas tornam o homem um ser antidogmático, onde normas e regras são consideradas coisas obsoletas, pois a palavra de ordem hoje é a liberdade.

Destarte, como corpo místico de Cristo, devemos analisar até que ponto nossas ações têm influenciado a sociedade atual? Contudo, na contramão do pensamento corrente que prega o individualismo, à igreja de Cristo através do cuidado pastoral e do amor, deve influenciar os mais diversos segmentos da sociedade e assim oferecer alternativas éticas e morais que possam responder as indagações de uma sociedade pós-moderna e totalitária.

Diante das indagações formuladas pelo pós-modernismo relativista, urge de modo inequívoco, uma proposta pastoral, que gere uma busca pela cultura do servir, e não pela cultura do conquistar, que leve cada pessoa a rever o seu estilo de vida, através da mudança de paradigmas pessoais. Esta mudança, acontece como fruto do cuidado pastoral no mundo pós-moderno, sendo que a sociedade deseja ver a prática e o agir como marcas inequívocas do corpo de Cristo na terra.  Mesmo que muitos hoje buscam uma cultura imediatista, deve a igreja, influenciar a sociedade com uma mensagem que seja profética e de fato evangélica, para que desta feita, vidas sejam transformadas pela exposição do evangelho.  

Portanto, quando a igreja tem a sua ênfase no ser e não no ter, ela é uma agência de crescimento espiritual e o cuidado pastoral faz parte do dia a dia da comunidade, não sendo esta, apenas uma função do pastor da igreja, ou dos obreiros, mas, a igreja compreende a sua função pastoral e diaconal, onde cada membro deve se envolver com o corpo de Cristo, através dos seus dons pessoais, e deste modo,  praticar o cuidado pastoral por meio do amor e da diaconia, sendo esta a  vocação universal de todos os cristãos para servir  em todo o tempo, com diversos tipos de tarefas possíveis, tais  como:  acompanhamento pastoral, hospitalidade, aconselhamento, visitação, pregação, ensino, intercessão, evangelismo, pois estas ações demonstram o que é de fato ser o corpo de Cristo na terra.

 

 

 

           

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TESTEMUNHO DA LARISSA!

Estamos muito felizes, ontem dia 22 de novembro foi o aniversário de nossa filha Larissa, e para a glória de Deus, leia o seu testemunho! ...